Autor: Kramer, Matthias
Título: NEU-VOLLSTÄNDIGES TEUTSCH-FRANZÖSISCHES WÖRTER-REGISTER
Editor: Joh. Andreä Endters seel. Sohn und Erben
Local: Nürnberg
Data: 1715
Descrição:

Kramers, Matthiä

NEU-VOLLSTÄNDIGES TEUTSCH-FRANZÖSISCHES WÖRTER-REGISTER, Joh. Andreä Endters seel. Sohn und Erben, Nürnberg, 1715.

In-4º major, de (XVIII)-477-(1) pp., encadernado por inteiro em couro da época, escurecido e sarapintado, c/ nervuras e peq. dourados nas casas da lombada.  Corte das folhas carminado.  Bonito frontão no início e c/ alguma letras capitais decoradas; o texto apresenta-se a 2 colunas numeradas (não existe paginação), c/ a parte alemã sempre grafada em gótico antigo e os sinónimos franceses em letra de imprensa.  A colação dos cadernos: 8, (b)5, A-Z[J,V, W]4, Aa-Zz[Jj,Vv, Ww]4, Aaa-Nnn[Jjj]4, Ooo2, Ppp1.   

A obra apresenta uma folha de prerosto, seguida da folha de rosto p/ as 2 versões  do dicionário (Francês-Alemão e Alemão-Francês) e da do Índice também p/ ambas as versões, que foram todos publicados entre 1712 e 1715, em 5 partes, perfazendo 3 vols. In-4º.   Segue-se a Dedicatio e um preâmbulo (do A.), o corpo do wörter-register (registo das palavras), Additiones e Errata.

Traz a indicação: ‘Nouveau & Parfait Dictionnaire Roial, Radical, Etimologique, Phraseologique, Sinonimique & Sintactique’ que, segundo Laurent Bray, na sua análise do dicionário, vem mostrar ter estado Kramer à altura do seu programa (in  Matthias Kramer et la Lexicographie du français en Allemagne au XVIIIe Siècle, Niemeyer, Tübingen, 2000, a p. 2).  Afirma ainda que a sua raridade nas bibliotecas francesas (apenas 1 exemplar em  Bordéus) se deve, entre outros, ao facto de ter tido uma só edição, dedicada ao público alemão, e de apresentar os lexemas agrupados pelo étimo.

Na realidade o A. preocupou-se em trazer a público não só um compto muito amplo da sua língua materna, mas também um registo focado sobretudo no uso comum do alemão, ao contrário do que era habitual e do que fizera também o seu mais próximo conterrâneo e lexicógrafo Kaspar Stieler (1632-1707), cujo dicionário seria publicado utilizando uma ordem alfabética pura, adicionada c/ os agrupamentos de derivativos e compostos a partir da base das palavras que os originam.   Kramer opta pela apresentação a partir do étimo e do ‘quasi-étimo’ (das raízes da palavra de que derivam; ex: correr/ corredor/ correria, etc) e pela ênfase no tratamento semântico, em deterimento do sintático, ocupando-se não tanto da palavra mas da frase e incluindo imensos idiomas germânicos (de modelo latinizante), uma novidade na lexicografia da época.    (adaptado de William Jervis Jones, “Lingua teutonum victrix? Landmarks in German Lexicography (1500-1700)”, Persée, t.13, fasc. II, 1991)                                                                                                                                                                          Sobre Matthias Kramer (Colónia, Alem., 1640-1729), lexicógrafo de refª p/ o universo germanófilo e europeu e introdutor da perspectiva de abordagem linguística moderna, ver:  https://de.wikipedia.org/wiki/Matthias_Kramer


Estado de conservação:  casas da lombada c/ peq. faltas no local dos ferros; orifícios quase imperceptíveis de caruncho próximo do festo e marginais ao texto, visíveis apenas nos cadernos iniciais e ff de guarda e de c. de 0,5 cm no corte das folhas; acidez muito leve do papel. 

Apreciação:  a encadernação conserva-se sólida e, tal como o miolo, em muito bom estado.  Obra raríssima, pelo diminuto nº de exemplares publicados e existentes actualmente, ainda que incompleta, pois este é apenas o vol. dedicado ao Índice Alemão-Francês, isto é, ao registo da totalidade dos lexemas em Alemão e seu correspondente na língua francesa apresentados no dicionário.

Dim.:  29 x 20  cm

Referência: l-550050-52